Programa de Pós Graduação em Zootecnia

As inscrições para o Mestrado em Zootecnia serão abertas aos candidatos com graduação em Zootecnia, Medicina Veterinária, Agronomia e Áreas afins e ocorrerão entre os meses de outubro e novembro.

Sala de Aula

As Salas de Aula são bem estruturadas, de forma a permitir uma aprendizagem eficiente.

Laboratórios

Os laboratórios disponíveis para as atividades de ensino e pesquisa da UNIMONTES encontram-se estruturados segundo os padrões de higiene e biossegurança.

Fazenda Experimental

A Fazenda Experimental conta com uma área total de 22,40 ha, sendo 140 m² de edificações (casa, galpões, tanques, cercados e estações experimentais).

1234

Processo Seletivo Mestrado em Zootecnia

 

pdf Resultado do Processo Seletivo 1/2015 (TAM 20 KB)

pdf Resultado de Inscrição Homologadas (TAM 135 KB)

pdf 1ª Retificação do Edital 1/2015 - Mestrado em Zootecnia da Unimontes (TAM: 11 KB)

pdf Edital 1/2015 - Mestrado em Zootecnia da Unimontes (TAM: 240 KB)

pdf Edital para Aluno Especial 2/2014 (TAM: 48,71 KB)

pdf Resultado do Processo Seletivo do Mestrado em Zootecnia (TAM: 52 KB)

pdf Relação de Candidatos com inscrições homolagadas (TAM: 102 KB)

pdf Edital para Aluno especial 1/2014 (TAM: 48 KB)

pdf Edital 2/2014 (TAM: 239 KB)

 

Programa de Pós Graduação em Zootecnia

 

O Programa de Pós-Graduação em nível de mestrado com a Área de Concentração em Produção Animal é resultado de um esforço singular para suprir a escassez de recursos humanos qualificados e da necessidade inerente de desenvolvimento de competências regionais na área de Ciências e Tecnologia, essenciais ao perfeito exercício educacional e científico na região Norte de Minas Gerais. Está voltado à capacitação de profissionais e fixação de recursos humanos e foi conseqüência do crescimento e da consolidação do Grupo de Pesquisa em Zootecnia do Departamento de Ciências Agrárias.

A localização de um Programa de Pós-Graduação Stricto sensu na Região Norte de Minas Gerais apresenta expressiva adequação e significância para a região, uma vez que atenderá a demanda para um desenvolvimento científico e tecnológico, embasado na formação e qualificação de recursos humanos. Dessa forma, a proposta desse programa tem como sustentação a evolução quantitativa e qualitativa da produção acadêmico científica de uma universidade ainda jovem, mas bastante ágil, e de um grupo de pesquisadores integrados em torno de uma meta comum. Com um território correspondente a 20,7% de Minas Gerais e 7,2% do Nordeste, a Região Mineira do Nordeste (RME) localiza-se ao Norte de Minas Gerais e engloba 50 municípios, em uma área de 120.701 Km², de que tratam as Leis nºs 1.348, de 10 de fevereiro de 1951, 6.218, de 7 de junho de 1975, e 9.690, de 15 de julho de 1998. Segundo estimativas sua população estaria em torno de 1.5000.000 habitantes.

A decisão de inserir parte do território do Norte de Minas Gerais no espaço de atuação da ADENE (antiga SUDENE), foi fundamentada no fato de a área estar contida no Polígono das Secas, com aspectos edafoclimáticos similares aos do Semiárido Nordestino. Entre estas destacam-se os elevados índices de radiação solar e o predomínio de baixos índices anuais de precipitação pluviométrica, com o agravante de que 70% do total anual de chuvas se concentram em apenas quatro meses do ano, de novembro a fevereiro. A posição geográfica da RMNE permite que ela seja relacionada com três unidades regionais brasileiras: Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste. Este fato é de grande importância para a decisão de se instalar projetos industriais e agropecuários na Região.

Desenvolvem-se atualmente diversos projetos de pesquisa que tratam particularmente da Produção Animal, e que buscam a adequação de novas tecnologias ao sistema de produção, bem como solucionar problemas já inseridos no sistema de produção, visando a solução de problemas sócio-econômicos e acadêmicos-científicos de âmbito regional e global. Assim, o objetivo final desses projetos é o conhecimento necessário para a elaboração de estratégias que permitam a viabilidade econômica da atividade agropecuária, a exploração sustentável dos recursos biológicos existentes e o desenvolvimento de uma agropecuária tropical sustentável.

capes cnpq fapemig periodicos unimontes